• de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 16h

CRMV-SP lança pesquisa sobre destinação de resíduos na criação e assistência animal

Objetivo do Regional é, a partir do levantamento, contribuir com informações para boas práticas
Texto: Comunicação CRMV-SP

Com a preocupação de produzir conteúdos orientativos sobre a destinação de resíduos aos profissionais de forma assertiva, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) realiza uma pesquisa sobre práticas adotadas em propriedades rurais e nos estabelecimentos de serviços médico-veterinários.

O questionário ficará disponível até o dia 30/06 e poderá ser respondido não apenas por médicos-veterinários e zootecnistas de todo o Brasil, mas também por profissionais de outros campos, como Biologia, Engenharia Agrônoma, Engenharia Ambiental e, ainda, pelos próprios produtores rurais.

Este levantamento deve ajudar na identificação do que já tem sido feito e quais as lacunas a serem preenchidas quanto a manejo, destinação e tratamento adequados de resíduos, tais como insumos remanescentes, fármacos vencidos, alimentos que possuem medicações, dejetos, carcaças e cadáveres de animais, entre outros.

“Trata-se de um assunto de extrema importância e determinante para mitigar as interferências ao meio ambiente e suas consequências”, afirma Elma Pereira dos Santos Polegato, presidente do Grupo de Trabalho de Destinação de Resíduos gerados nas Atividades Agropecuárias do CRMV-SP, o qual está à frente da pesquisa.

Um compromisso com a Saúde Única

A partir das informações coletadas, o Regional pretende desenvolver e oferecer materiais que de fato estejam alinhados às reais necessidades dos profissionais em seus campos de atuação, no que tange à redução de impactos ambientais.

De acordo com o presidente do CRMV-SP, Mário Eduardo Pulga, médicos-veterinários e zootecnistas precisam estar cada vez mais pautados na Saúde Única (definida pelo equilíbrio entre a saúde humana, a saúde animal e a do meio ambiente) e o Conselho busca, sempre, colaborar neste sentido. “Colocar em prática este conceito é determinante para a prevenção de crises sanitárias e, intrínseco às nossas profissões”, frisa.

Tema é crucial na Medicina Veterinária e na Zootecnia

As boas práticas de destinação de resíduos são assunto frequente no CRMV-SP. Alguns trabalhos já foram realizados a partir da Comissão de Saúde Ambiental do CRMV-SP, também presidida por Elma.

Exemplo disso foram as oficinas realizadas em São Paulo e em cidades do interior sobre o plano de gerenciamento de resíduos em estabelecimentos de saúde animal. “Também produzimos adesivos com a classificação de resíduos, que foram distribuídos aos profissionais, a fim de colaborar para com a sinalização dentro dos estabelecimentos”, conta Elma.

Acesse a pesquisa e ajude o Conselho nesta empreitada!

Relacionadas

Arte com degradê de preto e cinza com os dizeres: Nota de Pesar Prof. Dr. Vicente Borelli
Foto: Acervo CRMV-SP
Placas metalizadas dos prêmios do CRMV-SP em estojo preto dispostas sobre uma mesa
Arte com um degradê na vertical de verde claro sobre um fundo cinza. Uma linha com pontos brancos no topo e o texto Nota de Repúdio em destaque na cor verde.

Mais Lidas

imagem-padrao-crm2
Foto: Comunicação CRMV-SP
Arte com um degradê na vertical de verde claro sobre um fundo cinza. Uma linha com pontos brancos no topo e o texto Nota de Repúdio em destaque na cor verde.
Crédito: Pixabay