• de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 16h

As especialidades na Medicina Veterinária

Diagnóstico por imagem é uma das especialidades reconhecidas pelo CFMV
Crédito: Acervo CRMV-SP

O avanço do conhecimento nas diferentes áreas de atuação profissional dos médicos-veterinários tem determinado o surgimento contínuo de especialidades. Buscar por uma especialização tem sido um caminho natural para o profissional que quer se destacar na carreira e desenvolver habilidades específicas.

Mas, no que diferem os graus, títulos e especialidades em Medicina Veterinária?

A titulação de especialista em Medicina Veterinária é diferente da maioria das demais profissões, e é conferida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), por intermédio de entidades que cumprem os requisitos em resolução que trata sobre especialidades veterinárias (Resolução CFMV nº 935/2009).

Não basta ter feito um curso de pós-graduação, mestrado ou doutorado para se autodeclarar especialista. O profissional que pretende obter o título deve se submeter as provas elaboradas pelas respectivas entidades e apresentar sua requisição de título, que, caso concedido, terá validade de cinco anos.

As 15 especialidades reconhecidas pelo CFMV Cirurgia, Anestesiologia, Medicina Intensiva Veterinária, Patologia, Oncologia, Dermatologia, Acupuntura, Clínica Médica de Pequenos Animais, Cardiologia, Medicina Felina, Medicina Veterinária Legal, Oftalmologia, Diagnóstico por Imagem, Homeopatia, e Inspeção Higiênica, Sanitária e Tecnológica de Produtos Animais, Tecnologia de Produtos de Origem Animal e Saúde Pública.  

Desde a habilitação da primeira associação, registrada nos anos 2000, até janeiro de 2021, o CFMV já reconheceu 110 títulos de especialistas no Brasil.

Os médicos-veterinários e zootecnistas que não possuem o título de especialista devidamente registrado no Sistema CFMV/CRMVs estão impedidos de se anunciarem como tal e podem sofrer sanções, além de estarem mais vulneráveis a processos de má prática movidos por proprietários de animais.

No Brasil existem 110 especialistas médicos-veterinários, sendo 40,5% homens e 59,5% mulheres. Entre os títulos homologados e válidos, 25% são na área de Cirurgia; 18% em Homeopatia; 15% em Acupuntura; 14% em Anestesia; 7% em Patologia; e 4% em Dermatologia. Fonte: Dejur/CFMV (jan. 2021)

Como se preparar para ser um especialista?

O profissional que deseja obter o título de especialista deve escolher uma área e investir em conhecimento. A titulação permite maior empregabilidade, diferenciação no mercado e ascensão na carreira. No caso de clínicas de animais e centros de especialidades, o título é importante porque diferencia os valores das consultas. Veja as dicas dos profissionais e se prepare!

Você sabia que a consulta de um especialista pode aumentar entre 25% a 60%?

Leia a entrevista com Carlos Eduardo Larsson, especialista em Dermatologia Veterinária e um dos maiores pesquisadores e estudiosos da área.

Como solicitar seu título de especialista?

Somente após a aprovação da especialidade e emissão do certificado pela entidade habilitada junto ao CFMV, o profissional poderá requerer o registro do título de especialista junto ao Conselho Regional em que possui inscrição principal, em prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias a contar da data de sua concessão pelas sociedades, associações e colégios.

Para o registro do título de especialista, o profissional deverá efetuar o pagamento da taxa de registro do título. O comprovante de pagamento deverá acompanhar os documentos necessários para o registro.

✓ Requerimento solicitando o título de especialista;

✓ Certificado de curso de especialização na área específica, conferido por instituição de ensino superior reconhecida pelo CNE/MEC ou entidades de especialistas, cujo curso atenda aos requisitos da Resolução CFMV nº 935/2009; ou Certificado de conclusão de Programa de Residência na área específica; ou Título de mestre na área específica, conferido ou revalidado por instituição de ensino superior em curso/programa de pós-graduação reconhecido pela Capes/MEC; ou Título de doutor na área específica, conferido ou revalidado por instituição de ensino superior em programa de pós-graduação reconhecido pela Capes/MEC; Memorial documentado, no qual se possa comprovar que o solicitante desenvolve atividades na área da especialidade requerida há pelo menos 05 (cinco) anos, incluindo os cursos de pós-graduação, Lato e Stricto Sensu;

Ao solicitante que não tiver qualquer dos títulos previstos acima, é obrigatória a apresentação de memorial documentado que demonstre de forma inequívoca sua experiência, há pelo menos 08 (oito) anos, na área da especialidade pleiteada e logre aprovação na prova de conhecimentos específicos;

✓ Cópias de toda a documentação que fez parte do processo que deu origem ao título junto à sociedade, associação ou colégio de âmbito nacional, incluindo atas de julgamento e/ou resultados de exames prestados e certificado conferido.

O infográfico traz um personagem iniciando a subida de uma escada e um outro já no topo com uma cédula de identidade profissional de especialista. Traz uma pergunta: Como ser um médico-veterinário especialista? E o passo a passo: 1 – Escolha: Faça a opção por uma área de especialização e invista em conhecimento; 2 – Estude: Faça curso de especialização, residência, mestrado ou doutorado em instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, desenvolvendo atividades na área específica por pelo menos cinco anos, ou atue por oito anos com a especialidade; 3 – Avalie: Submeta-se às provas elaboradoras pela entidade habilitada pelo CFMV para avaliação dos conhecimentos específicos; 4 – Requisite: Sendo aprovado, solicite a homologação do título de especialista ao Conselho Regional de Medicina Veterinária do estado em que possui inscrição principal em no máximo 180 dias a contar da data de sua concessão pelas sociedades, associações ou colégios habilitados; 5 – Entregue: Para requerer o título apresente ao CRMV formulário de solicitação preenchido, certificados de conclusão, memorial documentado que comprove as atividades desenvolvidas na área, e cópia de toda a documentação que fez parte do processo na entidade habilitada pelo CFMV, incluindo atas de julgamento e/ou resultados de exames prestados e certificado conferido; 6 – Aguarde: A análise e aprovação do registro do título de especialista leva, em média, seis meses a partir do protocolo; 7 – Registre-se: A aprovação do registro será feita por meio da publicação de uma resolução pelo CFMV e o processo retornará ao CRMV para a emissão da cédula de identidade profissional de especialista com validade de cinco anos; 8 – Seja reconhecido: Agora você já pode se declarar um especialista na área de atuação escolhida. Parabéns!

Relacionadas

Cinco áreas de atuação são acreditadas pelo CFMV, entre elas a Clínica
Crédito:Acervo CRMV-SP
Foto: Freepik
Garantir a sanidade dos animais de produção também é uma responsabilidade do médico-veterinário
Crédito: Freepik
Foto: Pixabay

Mais Lidas

imagem-padrao-crm2
Foto: Comunicação CRMV-SP
Arte com um degradê na vertical de verde claro sobre um fundo cinza. Uma linha com pontos brancos no topo e o texto Nota de Repúdio em destaque na cor verde.
Crédito: Pixabay