• de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 16h

Guarda responsável deve ser encarada como política de saúde pública

Crédito: Freepik

Em cidades de todo o País, é comum nos depararmos com animais soltos pelas ruas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de rua no Brasil, sujeitos a maus-tratos, falta de alimento e abrigo. Sensibilizadas pela situação, muitas pessoas acabam levando esses animais para casa, sem saber ao certo a melhor maneira de ajudá-los.  

Em virtude desse cenário, que impacta a saúde pública e o bem-estar animal, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) tem promovido campanhas de conscientização e orientação quanto a guarda responsável, um conjunto de regras a ser seguido para que o animal tenha suas necessidades de saúde e bem-estar atendidas, e conviva em harmonia com a família na qual foi inserido.

Os mutirões são considerados medida importante para o controle populacional de cães e gatos e a redução do número de animais em situação de rua. No entanto, para um resultado efetivo nessa direção, é imprescindível que façam parte de uma política de saúde pública e de bem-estar dos animais e das pessoas, com o objetivo de promover educação em saúde e guarda responsável.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de rua no Brasil, sujeitos a maus-tratos, falta de alimento e abrigo

A adoção por impulso está intrinsecamente ligada ao abandono.  Por isso, antes de adotar um animal de companhia, por exemplo, o futuro tutor precisa ser orientado e estar ciente de que o pet precisará de cuidados constantes e, uma vez adotado, passará a ser de sua responsabilidade até o fim da vida. É preciso estimular a consciência de que ter um animal de companhia requer planejamento e, acima de tudo, o exercício da guarda responsável. Lembrando que o abandono de animais é crime, de acordo com a Lei Federal n.º 9.605/1998, e gera não só o sofrimento do animal, como também acidentes em rodovias e a disseminação de zoonoses (doenças transmitidas de animais para seres humanos), gerando impactos, inclusive, na fauna silvestre. Ou seja, o abandono de animais deve ser encarado como um problema de saúde pública.

Informação é fundamental

Educar para a guarda responsável é criar programas em que possam ser transmitidas informações em diferentes espaços públicos, como escolas, parques, centros de lazer e postos de saúde.

Além de sensibilizar o olhar das pessoas para com o animal, evidenciando que se trata de um ser que possui sentimentos e emoções, os conteúdos devem abordar os cuidados básicos para a saúde e bem-estar dos pets, como vacinação, controle de parasitas, passeios, higiene e assistência médica-veterinária.

A arte traz a ilustração de um cão e um gato e os seguintes dizeres: Guarda responsável A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 30 milhões de cães e gatos estejam em situação de rua no Brasil, sujeitos a maus-tratos, falta de alimento e abrigo. O abandono gera não só o sofrimento do animal, como também acidentes em rodovias e a disseminação de zoonoses (doenças transmitidas de animais para seres humanos), gerando impactos, inclusive, na fauna silvestre. Portanto, a educação para a guarda responsável deve ser tratada como política de saúde pública. - Não compre ou adote por impulso; - Antes de levar um pet para casa, pondere se há espaço e ambiente limpo e confortável (se em área externa, protegido de sol e chuva) para o pet; - Pesquise se as características e os comportamentos inerentes à espécie do animal que pretende ter são compatíveis com o modo de vida da família; - Verifique se o orçamento familiar comporta os custos básicos do animal (castração, vacinações anuais, controle e prevenção contra vermes, pulgas e carrapatos, alimentação de qualidade, e consultas periódicas ao médico-veterinário); - Converse com os membros da família e organize as responsabilidade com as tarefas demandadas pelo pet, como alimentação, limpeza, cuidados como escovação de pelos e passeios e brincadeiras diários; - Tenha paciência com a adaptação do pet ao novo lar e dê muito amor e carinho.

Cuidar de Animal não é Brincadeira!

Levantando a bandeira da guarda responsável, o CRMV-SP lançou dois volumes do gibi educativo “Cuidar de Animal não é Brincadeira!”, um sobre guarda responsável e outro sobre abandono de animais. Foram realizadas ações no Agita Saúde e na Pet South America, em 2014, quando foram os gibis lançados, e novamente, em 2015. Com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a escolha do animal de companhia, a iniciativa, realizada em parceria com a publicitária Elisa Cohen e a ilustradora Mônica Yukiko Oka, trouxe como personagem principal o cão da raça labrador, Joca Maloca.

Ao todo, foram distribuídos cerca de 300 mil exemplares dos gibis educativos para prefeituras e ONGs e em pedágios
Crédito: Acervo CRMV-SP

Quando a gente gosta é claro que a gente cuida

Para conscientizar a população sobre os cuidados com os animais e as consequências do abandono, o CRMV-SP lançou também em 2017 a campanha “Quando a gente gosta é claro que a gente cuida”.

O tema é uma alusão à canção “Sozinho”, do compositor Peninha, que autorizou o uso gratuitamente por ser solidário à causa. A música é trilha sonora do principal vídeo da campanha, que contou também com vinhetas nos monitores do metrô, folhetos distribuídos nos pedágios, em parceria com as concessionárias das principais rodovias, e para ações de prefeituras municipais. Foram 250 mil folhetos e 225 cartazes distribuídos a 37 cidades.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Materiais-da-Campanha.png

Nunca abandone seu melhor amigo!

Com a pandemia da Covid-19, que provocou dificuldades sanitárias e socioeconômicas em 2020, situações que configuram maus-tratos, desassistência e abandono de animais de companhia foram constatadas com mais frequência nas ruas, abrigos e entre quem realiza resgates.

Para uma maior conscientização sobre a guarda responsável e o combate ao abandono de pets e seus agravantes durante o enfrentamento à pandemia, o CRMV-SP lançou, em parceria com a CCR Nova Dutra, a campanha “Nunca abandone seu melhor amigo!”. A ação envolveu campanha digital que alcançou mais de 60 mil pessoas, ação educativa na Rádio CCR FM NovaDutra, fixação de faixas na Rodovia Presidente Dutra, disponibilização de conteúdos em cartazes para download e fixação nos estabelecimentos, além de folder educativo.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Materiais-da-Campanha.png

Relacionadas

Foto: Pixabay
Crédito: Pixabay
Foto: Freepik
Foto: Adobe Stock

Mais Lidas

imagem-padrao-crm2
Foto: Comunicação CRMV-SP
Arte com um degradê na vertical de verde claro sobre um fundo cinza. Uma linha com pontos brancos no topo e o texto Nota de Repúdio em destaque na cor verde.
Crédito: Pixabay